Últimos assuntos
» Decreto dominical a caminho
Dom Fev 19, 2017 7:48 pm por Augusto

» Acordem adventistas...
Ter Fev 07, 2017 8:37 pm por Augusto

» O que Vestir Para Ir à Igreja?
Qui Dez 01, 2016 7:46 pm por Augusto

» Ir para o céu?
Qui Nov 17, 2016 7:40 pm por Augusto

» Chat do Forum
Sab Ago 27, 2016 10:51 pm por Edgardst

» TV Novo Tempo...
Qua Ago 24, 2016 8:40 pm por Augusto

» Lutas de MMA são usadas como estratégia por Igreja Evangélica para atrair mais fiéis
Dom Ago 21, 2016 10:12 am por Augusto

» Lew Wallace, autor do célebre livro «Ben-Hur», converteu-se quando o escrevia
Seg Ago 15, 2016 7:00 pm por Eduardo

» Ex-pastor evangélico é batizado no Pará
Qua Jul 27, 2016 10:00 am por Eduardo

» Citações de Ellen White sobre a Vida em Outros Planetas Não Caídos em Pecado
Ter Jul 26, 2016 9:29 pm por Eduardo

» Viagem ao Sobrenatural - Roger Morneau
Dom Jul 24, 2016 6:52 pm por Eduardo

» As aparições de Jesus após sua morte não poderiam ter sido alucinações?
Sab Jul 23, 2016 4:04 pm por Eduardo

SEU IP
IP

Cristãos são menos propensos à superstição

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Cristãos são menos propensos à superstição

Mensagem por Eduardo em Seg Jun 20, 2011 9:38 pm

Cristãos são menos propensos à superstição


Logan Gage escreveu um artigo intitulado “Which secular superstition do you believe?” (Em qual das superstições seculares você acredita?). Nesse artigo Gage questiona: “[Quem] é mais propenso a acreditar em superstições imaginativas nos dias correntes, o religioso ou o secular?” E ele responde:”Rodney Stark, um respeitado estudioso do Institute for Studies of Religion (Universidade de Baylor), publicou um estudo com o título ‘What Americans Really Believe’. A equipe de Stark comissionou a Organização Gallup para questionar os americanos em assuntos relacionados com religião […] A Gallup fez perguntas relativas a crenças como o Big Foot e o monstro de Loch Ness, Atlântida, casas assombradas e astrologia. Os pesquisadores de Baylor trabalharam os resultados em união, produzindo um index em relação à crença no paranormal.Mollie Ziegler Hemingway reportou os resultados no The Wall Street Journal: ‘Enquanto 31% das pessoas que nunca vão a casas de oração demonstraram crença nessas coisas [Big Foot, monstro de Loch Ness, Atlântida, casas assombradas, astrologia, etc.], apenas 8% das pessoas que frequentam casas de oração mais do que uma vez por semana acreditam nessas coisas.’ De fato, quanto mais tradicional e evangélico fosse o inquirido, menos suscetível ele era de acreditar, por exemplo, na possibilidade de se comunicar com os mortos.”

Gage nota ainda: “Presentemente, muitos historiadores não religiosos compreendem que, longe de perpetuar superstições antigas, a tradição judaico-cristã constituiu uma quebra com o pensamento pagão. Essa tradição postulou uma única mente racional [Deus] por trás do Universo, em vez de atribuir a origem do Universo a uma miríade de espíritos irracionais. Essa mudança foi crucial para o surgimento da ciência atual. Não é por acaso que a ciência experimental surgiu no Ocidente, onde a ideia da inteligibilidade da natureza ganhou raízes, uma vez que faz sentido procurarem-se leis ordenadas na natureza, se o Universo é o resultado de um Criador racional.”

E Cage conclui: “A questão existencial com a qual a ciência se depara hoje é se ela pode sobreviver a um clima intelectual dominado pela superstição materialista.”

(The Examiner, via Darwinismo)
avatar
Eduardo

Mensagens : 5997
Idade : 47
Inscrição : 08/05/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum