Últimos assuntos
» Decreto dominical a caminho
Dom Fev 19, 2017 7:48 pm por Augusto

» Acordem adventistas...
Ter Fev 07, 2017 8:37 pm por Augusto

» O que Vestir Para Ir à Igreja?
Qui Dez 01, 2016 7:46 pm por Augusto

» Ir para o céu?
Qui Nov 17, 2016 7:40 pm por Augusto

» Chat do Forum
Sab Ago 27, 2016 10:51 pm por Edgardst

» TV Novo Tempo...
Qua Ago 24, 2016 8:40 pm por Augusto

» Lutas de MMA são usadas como estratégia por Igreja Evangélica para atrair mais fiéis
Dom Ago 21, 2016 10:12 am por Augusto

» Lew Wallace, autor do célebre livro «Ben-Hur», converteu-se quando o escrevia
Seg Ago 15, 2016 7:00 pm por Eduardo

» Ex-pastor evangélico é batizado no Pará
Qua Jul 27, 2016 10:00 am por Eduardo

» Citações de Ellen White sobre a Vida em Outros Planetas Não Caídos em Pecado
Ter Jul 26, 2016 9:29 pm por Eduardo

» Viagem ao Sobrenatural - Roger Morneau
Dom Jul 24, 2016 6:52 pm por Eduardo

» As aparições de Jesus após sua morte não poderiam ter sido alucinações?
Sab Jul 23, 2016 4:04 pm por Eduardo

Palavras chave

jesus  jonas  bíblia  alma  dilúvio  arca  criação  

SEU IP
IP

O fator Melquisedeque

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

O fator Melquisedeque

Mensagem por Eduardo em Sab Jul 23, 2011 7:55 pm

O Fator Melquisedeque é designação dada a consciência universal da existência de um Deus único, entre as diversidades de expressões culturais e religiosas dos diferentes povos e civilizações ao longo da história.

O primeiro a utlizar o termo foi o teólogo Don Richardson, autor do livro de mesmo nome: "Fator Melquisedeque", que através de relatos antropológicos expõe um testemunho de Deus nas culturas através do mundo. Melquisedeque é uma alusão ao sacerdote "do Deus Altíssimo", considerado Rei de Salém, a qual haveria de se tornar na cidade sagrada de Jerusalém. Em um relato bíblico, esse sacerdote-rei, abençoa Abraão, "o pai da Fé", que o oferta a décima parte dos despojos de guerra ao qual estava retornando. A referência a esse personagem místico, aponta para a existência do culto monoteísta anterior às grandes religiões atuais.

Conceito aceito pela Teologia contemporânea, mais especificamente pela Missiologia, reconhece nos hábitos estranhos ao cristianismo, não como barreiras ao evangelismo, ou ao convívio social, mas como ponte entre visões diferentes de uma mesma verdade, denominada "substância católica", ou universal. [1]

Referências1.↑ Santos, Jorge Pinheiro dos. A substância católica e o fator melquisedeque.Universidade Metodista de São Paulo (visitado em 29Dez08)
[editar] Referências Bibliográficas1.Richardson, Don - O Fator Melquisedeque – São Paulo, Ed. Vida Nova, 1986.

O fator Melquisedeque.

Hoje finalmente consegui terminar de ler o livro “O fator Melquisedeque”, de Don Richardson. Acabei por pegar esse livro como o próximo pelo fato de algumas minhas dúvidas terem surgido recentemente, como por exemplo: “Qual a ligação concreta (no ponto de vista de algum especialista) da revelação divida de outros povos com a nossa revelação?”. Outro motivo foi o fato de eu ter ele emprestado faz um tempo pelo meu amigo (@educhoi), que fez o favor de emprestar depois de eu tê-lo citado muito tempo atrás (talvez 4 meses atrás) e, claro, precisava ler ele o quanto antes para devolvê-lo.
O livro é divido em duas partes, a primeira parte é sobre o fator Melquisedeque em si e a segunda parte é sobre o fator Abraão.
Na primeira parte (que gostei mais), o autor apresenta um estudo interessante sobre povos que possuem conexão com o evangelho dos judeus. O objetivo desse capítulo é mostrar como Deus preparou outras nações para receber o evangelho, ou seja, que nem tudo que está fora do cristianismo é maligno. Isso também mostra a soberania de Deus. De qualquer modo, mostrarei uma pequena anedota para que vocês possam entender melhor (ou não).
Uma vez por ano, os artesãos de uma tribo da Indonésia constroem um barco de madeira em miniatura e o levam à beira do rio. O chefe religioso da tribo amarra uma galinha num lado do barquinho e coloca uma lanterna acesa no outro lado. Logo em seguida, cada membro da tribo passa perto do barquinho e coloca um objeto invisível entre a galinha e a lanterna. Quando se pergunta às pessoas o que deixaram no barquinho, elas respondem: “Meu pecado”. Depois, o chefe deixa o barquinho ser levado pela correnteza do rio, enquanto os espectadores gritam: “Estamos salvos!”
Embora essa cerimônia religiosa não salve ninguém do seu pecado, Don Richardson a vê como exemplo de uma ponte para o conhecimento do evangelho. Neste livro, Richardson conta mais 25 histórias fascinantes, que mostram a semente do evangelho deixada por Deus em cada cultura do mundo. Ele chama esse tipo de revelação geral de Deus “O fator Melquisedeque”, usando o nome do sacerdote a quem Abraão prestou homenagem no livro de Genesis.
Na realidade, esse é exatamente o texto que está na parte de trás do livro e acredito que explique bem onde o livro quer chegar.
É inegável que seja um tanto romantizado algumas (ou todas) de suas histórias dos povos, não obstante, continua a ser muito interessante e material válido para estudo. Digo que é romantizado pois fica nitidamente claro que algumas partes o autor se empolga e descreve hiperbolicamente alguns de seus prognósticos. Aliás, para você que já leu o livro, achei interessantíssimo quando o autor cita a teoria de Taylor que junta a empolgação dos cientistas em relação ao darwinismo aplicado na religião. ;p
Já na segunda parte do livro a coisa fica chatinha. Ele descreve de forma completamente romantizada (sim, parece que você está lendo uma historinha) que a salvação que Jesus oferece são para todos os povos e não apenas para um grupo isolado. É isso, um livro recomendadíssimo.

Sinopse do livro O Fator Melquisedeque

O Fator Melquisedeque (Don Richardson) é um livro que mostra que até os costumes pagãos evidenciam o plano salvador de Cristo. Neste livro, Richardson conta mais de 25 histórias fascinantes, que mostram como Deus plantou a semente do evangelho em cada cultura do mundo. Esta espécie de revelação geral de Deus é chamada pelo autor de “O Fator Melquisedeque”, em uma alusão ao nome do sacerdote a quem Abraão prestou homenagem no livro de Gênesis.
Deus preparou o mundo para o evangelho: esta é a tese que Don Richardson procura demonstrar, ao longo das páginas deste livro, por meio de histórias fascinantes. Histórias como essa:
Uma vez por ano, os artesãos de uma tribo da Indonésia constroem um barco de madeira em miniatura e o levam à beira do rio. O chefe religioso da tribo amarra uma galinha num lado do barquinho e coloca uma lanterna acesa no outro lado. Logo em seguida, cada membro da tribo passa perto do barquinho e coloca um objeto invisível entre a galinha e a lanterna. Quando se pergunta às pessoas o que deixaram no barquinho, elas respondem: meu pecado. Depois, o chefe deixa o barquinho ser levado pela correnteza do rio, enquanto os expectadores gritam: “Estamos salvos!”
Embora esta cerimônia religiosa não salve ninguém do seu pecado, Don Richardson a vê como exemplo de uma ponte para o conhecimento do Evangelho. Neste livro, Richadson conta mais 25 histórias fascinantes, que mostram a semente do Evangelho deixada por Deus em cada cultura do mundo. Ele chama este tipo de Revelação Geral de Deus de “O Fator Melquisede”, usando o nome do sacerdote a quem Abraão prestou homenagem no Livro de Gênesis.
O Fator Melquisedeque é um livro culturalmente rico e profundamente sensível que mudará a visão de muitos cristãos sobre os povos pagãos e a soberania de Deus.
avatar
Eduardo

Mensagens : 5997
Idade : 47
Inscrição : 08/05/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum