Últimos assuntos
» Decreto dominical a caminho
Dom Fev 19, 2017 7:48 pm por Augusto

» Acordem adventistas...
Ter Fev 07, 2017 8:37 pm por Augusto

» O que Vestir Para Ir à Igreja?
Qui Dez 01, 2016 7:46 pm por Augusto

» Ir para o céu?
Qui Nov 17, 2016 7:40 pm por Augusto

» Chat do Forum
Sab Ago 27, 2016 10:51 pm por Edgardst

» TV Novo Tempo...
Qua Ago 24, 2016 8:40 pm por Augusto

» Lutas de MMA são usadas como estratégia por Igreja Evangélica para atrair mais fiéis
Dom Ago 21, 2016 10:12 am por Augusto

» Lew Wallace, autor do célebre livro «Ben-Hur», converteu-se quando o escrevia
Seg Ago 15, 2016 7:00 pm por Eduardo

» Ex-pastor evangélico é batizado no Pará
Qua Jul 27, 2016 10:00 am por Eduardo

» Citações de Ellen White sobre a Vida em Outros Planetas Não Caídos em Pecado
Ter Jul 26, 2016 9:29 pm por Eduardo

» Viagem ao Sobrenatural - Roger Morneau
Dom Jul 24, 2016 6:52 pm por Eduardo

» As aparições de Jesus após sua morte não poderiam ter sido alucinações?
Sab Jul 23, 2016 4:04 pm por Eduardo

SEU IP
IP

História: uma poderosa força para fazer melhor

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

30082011

Mensagem 

História: uma poderosa força para fazer melhor







História: uma poderosa força para fazer melhor


David Trim, historiador, deseja que os Adventistas do Sétimo Dia apreciem melhor a sua herança porque um conhecimento do sucesso – e das falhas – pode apoiar a identidade, a confiança e o propósito.


David, diretor de arquivos, estatística e pesquisa da igreja mundial é um britânico doutorado em conflito religioso pós-reforma. Com 42 anos ele parece a pessoa exata para a função – talvez o único colaborar a combinar um colete de brocado bordado e um relógio de bolso com botas de cowboy.


Ele recitou datas com certeza, quando falou em Westminster acerca da história da intervenção humana, sobre a qual publicou um livro. E discute com entusiasmo aspetos obscuros da história Adventista, tendo aprendido recentemente que em vez de estagnar durante a Segunda Guerra mundial, a igreja expandiu o seu alcance até África, Índia e o Médio Oriente.


David descreve este processo como “impressionante”. “Acontece porque temos aquele sentido de quem somos e uma crença que Deus nos fortalecerá”.


Quando os Adventistas perdem de vista a sua história, este sentido de identidade e confiança pode corroer-se, diz David. “Se conhecemos a nossa história, podemos dizer: ‘OK, tivemos problemas, mas saímos deles mais fortes’”.


Um conhecimento das falhas dos fundadores da igreja também pode ser encorajador. “Estas pessoas tinham pés de barro, por isso não precisamos pensar: ‘nunca poderei aspirar a ser assim’”. Mesmo na Bíblia, diz David, o retrato que Deus faz de pessoas e eventos é franco. “Quando Deus diz ao Seu povo para lembrar a sua história, o que Ele faz repetidamente, Ele quer que eles lembrem as suas falhas assim como os seus sucessos”.


Ellen White escreve bastante acerca da Bíblia dizer a verdade, o bom e o mau. Nós não. Nós tendemos a escrever sobre os nossos pioneiros da mesma forma que os católicos escrevem sobre Maria e os santos medievais”, diz David. “É como se temêssemos que se eles tiveram falhas, isso de alguma forma desacredita a igreja de então e a de agora, o que é um disparate. A igreja é maior do que qualquer indivíduo”.


Reconhecendo que a comissão para levar o evangelho pode ser desencorajadora, David sente que os Adventistas perderam a sua auto-confiança, “aquela convicção que temos algo de vital para levar ao mundo. Precisamos de recuperar esse sentido de identidade missionária e propósito”.


Analisar os motivos por detrás do evangelismo pode ajudar”, diz David. “As pessoas dizem: ‘vamos terminar a obra’. Mas o que quer isso dizer? Quer dizer trazer até nós a Segunda Vinda? Não tenho a certeza que estamos mandatados para isso. Aquilo para o que temos um mandato é ‘ide e fazei discípulos’”.


Fonte: Avondale College (negritos meus para destaque)


As conclusões de David Trim são apoiadas por um dos mais famosos textos de Ellen White:

"Ao recapitular a nossa história passada, havendo revisado cada passo de progresso até ao nosso nível atual, posso dizer: Louvado seja Deus! Ao ver o que o Senhor tem efetuado, encho-me de admiração e de confiança na liderança de Cristo. Nada temos que recear quanto ao futuro, a menos que esqueçamos a maneira em que o Senhor nos tem guiado, e os ensinos que nos ministrou no passado" (Life Sketches, p. 196).
avatar
Eduardo

Mensagens : 5997
Idade : 47
Inscrição : 08/05/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

- Tópicos similares
Compartilhar este artigo em: diggdeliciousredditstumbleuponslashdotyahoogooglelive

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum