Últimos assuntos
» Decreto dominical a caminho
Dom Fev 19, 2017 7:48 pm por Augusto

» Acordem adventistas...
Ter Fev 07, 2017 8:37 pm por Augusto

» O que Vestir Para Ir à Igreja?
Qui Dez 01, 2016 7:46 pm por Augusto

» Ir para o céu?
Qui Nov 17, 2016 7:40 pm por Augusto

» Chat do Forum
Sab Ago 27, 2016 10:51 pm por Edgardst

» TV Novo Tempo...
Qua Ago 24, 2016 8:40 pm por Augusto

» Lutas de MMA são usadas como estratégia por Igreja Evangélica para atrair mais fiéis
Dom Ago 21, 2016 10:12 am por Augusto

» Lew Wallace, autor do célebre livro «Ben-Hur», converteu-se quando o escrevia
Seg Ago 15, 2016 7:00 pm por Eduardo

» Ex-pastor evangélico é batizado no Pará
Qua Jul 27, 2016 10:00 am por Eduardo

» Citações de Ellen White sobre a Vida em Outros Planetas Não Caídos em Pecado
Ter Jul 26, 2016 9:29 pm por Eduardo

» Viagem ao Sobrenatural - Roger Morneau
Dom Jul 24, 2016 6:52 pm por Eduardo

» As aparições de Jesus após sua morte não poderiam ter sido alucinações?
Sab Jul 23, 2016 4:04 pm por Eduardo

Palavras chave

dilúvio  bíblia  arca  jonas  jesus  virgens  alma  criação  parabola  

SEU IP
IP

DNA confirma veracidade de pintura rupestre

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

10112011

Mensagem 

DNA confirma veracidade de pintura rupestre






Há aproximadamente 25 mil anos [segundo a cronologia evolucionista], seres humanos entraram em uma caverna no local em que hoje é o sudoeste da França. As marcas que eles deixaram perduram até hoje [e são muito bem executadas para meros “homens das cavernas”]. Eles desenharam imagens de animais nas paredes e no teto da caverna, usando materiais como varetas, carvão e óxido de ferro. Os leões, mamutes e cavalos malhados desenhados movimentam-se, pastam e se reúnem em bandos. A arte da caverna Pech-Merle e de centenas de outras presentes em todo o continente europeu atualmente representa a evidência de que, muito antes dos tempos modernos, os seres humanos usavam a criatividade. Mas o que são exatamente essas pinturas rupestres? Os artistas pré-históricos [sic] apenas esboçavam a paisagem vista por eles todos os dias? Ou essas imagens seriam mais simbólicas, divergindo da realidade, ou ainda, representando criaturas raras ou místicas? Perguntas como essas dividiram a opinião de arqueólogos durante anos.

Agora, um grupo de cientistas usou técnicas bastante modernas para ajudar a decifrar o mistério, ao menos em relação aos famosos cavalos malhados da caverna Pech Merle. Comparando o DNA de cavalos modernos com os que viveram na Idade da Pedra, os cientistas determinaram que os desenhos são representações realistas de um animal que coexistiu com os artistas rupestres. [E por que não chegam à mesma conclusão quando se trata de dinossauros?]

A pesquisa foi publicada online na segunda feira passada, na revista Proceedings of the National Academy of Sciences, e originou-se do empenho em identificar as cores da pelagem de cavalos antigos a fim de descobrir quando esses animais foram domesticados, momento crucial do desenvolvimento das sociedades humanas. A variedade de cores observada nas espécies domesticadas é, de modo geral, bem maior do que nas espécies selvagens. Por isso, compreender a variação de cores dos fósseis de animais pode ajudar a determinar o período. [...]

Um dos autores do estudo, o biólogo evolutivo Michael Hofreiter, da Universidade de York, na Inglaterra, afirmou: “A razão do empenho dos artistas em elaborar essas lindas pinturas será sempre um mistério. Trata-se de um enigma. Porém, é bom observar que, se retrocedermos 25 mil anos, as pessoas não tinham muita tecnologia e a vida provavelmente era difícil. Apesar disso, eles já se esforçavam em produzir arte. Isso diz muito sobre nós enquanto espécie.” [Sim, fala de nossas capacidades superiores no passado. – MB] [...]

(Info)

Comentário do leitor e colaborador Valter Baiecijo: “Eu sei que a matéria não trata especificamente disso, mas pensei... Pintei minha casa há dois anos, e a tinta (que tentei comprar da melhor qualidade possível) já pede um retoque. Agora, as pinturas dessa caverna têm 25 mil anos (segundo o relógio quebrado deles) e estão em tão bom estado! Acho que perdemos alguma tecnologia pelo caminho, ou fui enganado na loja de tintas!”

DNA confirma veracidade de pintura rupestre
avatar
Eduardo

Mensagens : 5997
Idade : 47
Inscrição : 08/05/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

- Tópicos similares
Compartilhar este artigo em: BookmarksDiggRedditDel.icio.usGoogleLiveSlashdotNetscapeTechnoratiStumbleUponNewsvineFurlYahoo!Smarking

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum