Últimos assuntos
» Decreto dominical a caminho
Dom Fev 19, 2017 7:48 pm por Augusto

» Acordem adventistas...
Ter Fev 07, 2017 8:37 pm por Augusto

» O que Vestir Para Ir à Igreja?
Qui Dez 01, 2016 7:46 pm por Augusto

» Ir para o céu?
Qui Nov 17, 2016 7:40 pm por Augusto

» Chat do Forum
Sab Ago 27, 2016 10:51 pm por Edgardst

» TV Novo Tempo...
Qua Ago 24, 2016 8:40 pm por Augusto

» Lutas de MMA são usadas como estratégia por Igreja Evangélica para atrair mais fiéis
Dom Ago 21, 2016 10:12 am por Augusto

» Lew Wallace, autor do célebre livro «Ben-Hur», converteu-se quando o escrevia
Seg Ago 15, 2016 7:00 pm por Eduardo

» Ex-pastor evangélico é batizado no Pará
Qua Jul 27, 2016 10:00 am por Eduardo

» Citações de Ellen White sobre a Vida em Outros Planetas Não Caídos em Pecado
Ter Jul 26, 2016 9:29 pm por Eduardo

» Viagem ao Sobrenatural - Roger Morneau
Dom Jul 24, 2016 6:52 pm por Eduardo

» As aparições de Jesus após sua morte não poderiam ter sido alucinações?
Sab Jul 23, 2016 4:04 pm por Eduardo

Palavras chave

arca  Judas  jesus  miguel  jonas  bíblia  dilúvio  alma  criação  

SEU IP
IP

Peguntas Frequentes Sobre a Arca de Noé Respondidas !

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

27042010

Mensagem 

Peguntas Frequentes Sobre a Arca de Noé Respondidas !






Um grupo de pesquisadores formado por especialistas turcos e chineses assegura ter localizado a bíblica arca de Noé no Monte Ararate [foto], segundo informou nesta quarta-feira a imprensa turca. Um dos membros do grupo, o documentarista chinês Yang Ving Cing, assegurou que foi localizada uma estrutura de madeira antiga a uma altitude de 4 mil metros, no Ararate, situado a leste da Turquia, perto da fronteira com o Irã. O explorador, membro de uma organização internacional dedicada à busca da mítica [sic] embarcação na qual Noé e sua família escaparam do dilúvio universal, garantiu que os restos encontrados têm 4.800 anos de idade.

“Não é cem por cento seguro que seja a arca, mas pensamos que haja 99,9 por cento de chances”, indicou Ving em declarações à agência turca Anadolu. “A estrutura do barco tem muitos compartimentos e isso indica que podem ser os espaços nos quais ficaram localizados os animais.”

Ele também explicou que o governo turco foi contatado com o pedido de proteção da região a fim de que possam ser iniciadas as escavações e acrescentou que será solicitado à Unesco que inclua essa região em sua lista de patrimônios da humanidade.

Não é a primeira vez que grupos de pesquisadores da arca asseguram haver localizado a embarcação no Ararate, a montanha mais alta da Turquia, onde a Bíblia narra que Noé desceu quando as águas do dilúvio universal baixaram.

(Agência EFE)

Nota: Está aí a notícia divulgada pela agência de notícias EFE. Não é a primeira vez que algo assim é noticiado, por isso é preciso cautela e paciência para aguardar novas pesquisas e descobertas. Creio ser possível que a arca esteja preservada, mas se realmente será encontrada, só o tempo dirá. Agora note a observação sem sentido feita no site Ciência Hoje, que também divulgou o achado: “Há ainda outros especialistas que apontam ser mesmo impossível um barco naufragar a uma altitude superior a três mil metros, o que impossibilita a veracidade dessa lenda [sic] comum ao cristianismo, judaísmo e islamismo, segundo a qual Deus decidiu criar um dilúvio, tendo, antes disso, dito a Noé, um dos seus seguidores, para construir uma arca e salvar um par de cada espécie animal.” Quem disse que o Ararate tinha mais de três mil metros de altura quando o dilúvio teve fim? Esquecem-se de que as grandes cordilheiras e muitas formações montanhosas têm sido soerguidas ainda hoje pela ação da tectonia de placas? Imagino que tipo de “explicações” esses “especialistas” darão caso a arca seja mesmo localizada algum dia...[MB]

Fonte: Pesquisadores creem ter encontrado arca de Noé

OS SETE ESPAÇOS ENCONTRADOS, REVELARAM:

A estrutura de madeira que foi descoberta pela equipe está quebrado, assim que os membros entraram na estrutura através de várias aberturas. Até agora, a equipe descobriu sete espaços. Um dos membros da equipe, Yeung Wing-Cheung explica durante a conferência de imprensa:

  1. Um dos espaços descoberto é coberto por gelo. Sob o gelo pode ser visto madeira com vigas de madeira acima. É possível perceber uma construção com madeiras na parede, demonstrando claramento ser uma estrutura artificial.
  2. O espaço testemunhado por Panda Lee é em formato de “L”. Este é o espaço descoberto pela primeira vez. E suas características combinam bem com alguns espaços descobertos mais tarde, como a construção da espiga. Concluiu-se que era originalmente uma sala em forma de caixa e muito decomposta.
  3. Este espaço situa-se em mais de 5 metros de altura. Os membros da equipe tiveram que passar por uma abertura e descer de rapel para entrar. Todas as paredes são de madeira e o espaço é em forma de caixa. Estritamente falando, as paredes não são verticais, mas apresentam uma curva inclinada. Há uma pequena porta de um lado, de dimensões de 1,5 metro de altura, provavelmente leva a um outro espaço, mas nossa equipe não se arriscar ainda mais devido à falta de oxigênio.
  4. Esta sala é em forma de caixa, tendo uma dimensão de altura, largura e comprimento superior a 2m. Há uma viga de madeira com pregos de madeira em um lado do muro. Acredita-se que a corda era presa nesses pregos para manter os animais no local. No outro lado do muro, há prateleiras.
  5. Um espaço muito pequeno túnel, como se fosse um corredor que conecta a outros dois espaços.
  6. As poucas escadas de madeira foram encontrados no interior da estrutura, que aparentemente ansiava por árvore. Nossa equipe escalou uma e encontrou uma porta no teto e concluiu que a estrutura de madeira tem mais de um andar. Nós tentamos abri-la mas não conseguimos. Desde que nós não queremos destruir a estrutura, vamos tentar de novo com equipamento adequado no futuro.
  7. No sétimo espaço a equipe não conseguiu entrar, mas constataram uma pequena abertura acima. A altura e a largura são estimadas em 5 metros e 12 metros, respectivamente.
Especialistas e funcionários governamentais concordaram que a descoberta é de grande importância. À luz dos registros históricos, eles acreditam que a explicação mais provável é que seja, realmente, a Arca de Noé e posteriores estudos científicos deverão ser realizados.

Sr. Gerrit Aalten, renomado pesquisador holandês disse: "O significado deste achado é que, pela primeira vez na história, foi descoberta a Arca de Noé, e isto está bem documentado e disponível à comunidade científica mundial."
Com mais de 30 anos de experiência na coleta de informações , o Sr. Aalten, acredita que a tradução passada de gerações em gerações ajudaram a montar este quebra-cabeça, porque diversas pessoas mencionaram juntas os mesmos detalhes significativos que correspondem exatamente a este espantoso achado no Ararat.

Ele continuou: "Apenas alguns dos muitos detalhes que são correspondentes a este encontrar: ... a altura é encontrado em, que está acima" do nível de 4.000 metros ", outro detalhe é, a maneira como a Arca está situado na montanha que é "ligeiramente inclinada", ... que tem um "vermelho / aparência de madeira marrom" ... o fim da Arca "é decadente e quebrado e tem um" buraco através do qual se pode entrar, ... é mais parcialmente "enterrada no gelo e os restos da rocha", ... e que a Arca é "muito sólido e de alta qualidade", ... e "escuro, longo e rectangular" muito. Em conclusão, o Sr. Aalten disse, "há uma quantidade enorme de evidências sólidas de que a estrutura encontrada no Monte Ararat, na Turquia oriental, é a lendária Arca de Noé ".

O Arqueólogo e Professor, Oktay Belli disse: "A equipe de pesquisa fez a maior descoberta na história. Este achado é muito importante e o maior até agora. No Monte Ararat, sabemos que seres humanos nunca habitaram-no acima de 3.500m. O Monte Ararat é um lugar sagrado e tem rico relatos históricos sobre a Arca de Noé na montanha. Muitas pessoas têm procurado a montanha para descobrir o barco construído por Noé e seus filhos. Desta vez é a primeira pesquisa séria que a equipe encontrou uma estrutura de madeira sob o gelo."
Dr. Ahmet Özbek, um geólogo turco explicou que a condição tem ajudado a preservar a estrutura para os milhares de anos que se passaram. Ele disse que "Nos dias atuais, a linha permanente da neve no monte. Ararat é de 3.900 metros. A estrutura de madeira foi encontrado acima de 4.000 metros. A temperatura baixa e as condições ambientais dos depósitos de material vulcânico geleira e ajudou a preservação. Ele também explicou que a proporção em peso de material de madeira era capaz de transportar cargas de até 5 vezes o seu peso. Portanto, esta estrutura pode suportar o peso pesado sem quebrar em pedaços.”
O Sr. Murat Güven, o Tenente Governador da Província de Agri, o Sr. Muhsin Bulut, Diretor do Ministério da Cultura da Província de Agri e o Sr. Ibrahim Sahin, Secretário Distrital de Dogubayazit City apreciam o esforço apresentado pela equipe de pesquisa e agradeceu a descoberta da Arca de Noé. Seria uma notícia chocante para o mundo.

Sr. Muhsin Bulut, disse: "Por mais de 2.000 anos, os relatos históricos e testemunhas dizem-nos que há um barco antigo no Monte Ararat, que sobreviveu a uma grande inundação e pousou sobre o monte. As pessoas acreditam que ela é a Arca de Noé. Eu acredito que a equipe finalmente encontrou o barco antigo e creio que é a Arca de Noé. O governo turco irá ajudar ainda mais a pesquisa científica da NAMI (Noah’s Ark Ministries International) no futuro. Os participantes irão convidar a participação de outros cientistas e serão oferecidos à outras pesquisas científicas para revelar a verdade sobre a Arca de Noé. Eles leram e assinaram um acordo de co-operação
Nós, abaixo assinados, acordam em colaborar na pesquisa científica e estudos relacionados com a Arca de Noé no Monte. Ararat. Os resultados são de grande importância para todo o mundo em que a humanidade deve valorizar suas crenças e origens comuns. Acreditamos que a descoberta da Arca de Noé vai resolver séculos de conflito ideológicos. Dedicamo-nos a trabalhar para um mundo melhor, mais pacífico.
Fonte: http://www.noahsarksearch.net/big5/
Vídeo: http://www.noahsarksearch.net/eng/video.php?id=5



VEJA ABAIXO MAIS FOTOS DA EXPEDIÇÃO:



























Peguntas Frequentes Sobre a Arca de Noé Respondidas !

Publicado em agosto 25, 2010 por Seventh Day





i

2 Votes





1. A arca de Noé foi encontrada?

Não. Várias expedições buscaram encontrá-la, mas sem sucesso. Algumas formações rochosas com “forma de barco” foram encontradas na área do Ararat, mas não há nada especial com relação a elas. Há numerosos relatos de pessoas que dizem ter visto a arca, mas não há evidências para apoiar estes relatos. Parece pouco provável que a arca venha a ser encontrada. Deve-se rejeitar as afirmações de que a arca foi encontrada, mas que é necessário mais dinheiro para obter as provas. Se a arca fosse realmente descoberta, os meios de comunicação iriam assegurar que todos soubessem disso rapidamente.

2. Como todos os milhões de espécies de animais poderiam caber na arca?

Não poderiam. A arca foi projetada para incluir apenas vertebrados terrestres — aqueles que caminham sobre a terra e respiram através de narinas (Gênesis 7:22). Isso não inclui animais marinhos, vermes, insetos e plantas. Há menos de 350 famílias de vertebrados terrestres vivos. A maioria destes são do tamanho de um gato doméstico ou menor. Se cada família taxonômica estivesse representada na arca por um par de espécimes, e com as poucas famílias “limpas” representadas por sete pares, a arca deveria conter menos do que 1000 indivíduos. A arca poderia provavelmente acomodar dez vezes este número (1). A questão de espaço para os animais na arca não é um problema difícil.

3. É razoável supor que cada família taxonômica poderia ser representada por um único par ancestral na arca? Isto não irá exigir taxas evolutivas absurdas após o dilúvio?

Algumas famílias taxonômicas podem ser grupos que representam mais do que um par de espécimes ancestrais. Entretanto, um par pode ter sido suficiente na maioria dos casos. Sabe-se que algumas espécies atuais possuem suficiente variabilidade genética para produzir variações morfológicas equivalentes a gêneros diferentes (2). As taxas de mudança morfológica podem depender do grau de isolamento genético, da quantidade de stress ambiental e também do tempo (3).

4. O que se pode dizer sobre alimentação, água e saneamento para todos aqueles animais?

Estas questões não são discutidas na Bíblia. A água da chuva poderia estar disponível, tornando o armazenamento de água desnecessário. O alimento foi aparentemente guardado na arca (Gênesis 6:21-22). O Deus que revelou a vinda do dilúvio, instruiu Noé sobre como preparar a arca e dirigiu os animais para a arca, certamente cuidou da “logística” necessária para o cuidado deles.

5. O que se pode dizer sobre animais com alimento muito específico, tais como o coala que requer folhas de eucalipto?

Não sabemos se os coalas foram sempre restritos a folhas de eucalipto, ou se sua dieta mudou. Nem mesmo sabemos se os coalas existiram antes do dilúvio, ou se eles se diferenciaram a partir de um ancestral que tenha sido preservado durante o dilúvio. Possivelmente não haja um meio de obter a resposta.

6. Como os animais puderam encontrar seu caminho a partir da arca até a América do Sul ou a Austrália?

Não sabemos, mas parece provável que os animais foram dirigidos de forma sobrenatural para ir para a arca, e de novo para se dispersar a partir da arca. Isto pode ter sido obtido pela implantação de um impulso instintivo para migrar, ou pode ter sido através da ação direta de anjos. Alguns podem objetar sobre a invocação de atividade sobrenatural, mas esta é inerente a toda a história do dilúvio. Atividades sobrenaturais não implicam necessariamente violação de leis naturais, mas sim que os eventos foram dirigidos por seres de inteligência superior.

7. Que problemas não resolvidos sobre a arca de Noé são de maior preocupação?

Quantas espécies diferentes de animais foram salvas na arca de Noé, e quais são seus descendentes? Como os vertebrados terrestres se espalharam da arca até sua atual distribuição?

Notas para as perguntas sobre a arca

1. Para uma discussão criacionista sobre o espaço na arca, ver: Wodmorappe J. 1994. “The biota and logistics of Noah’s ark”. In Walsh R. E, editor, Proceedings of the Third International Conference on Creationism, July 18-23, 1994. Pittsburgh, PA: Creation Science Fellowship, p 623-631.

2. (a) Wayne R. K. 1986. “Cranial morphology of domestic and wild canids: the influence of development on morphological change”. Evolution 40:243-261; (b) Ver também as perguntas feitas sobre mudanças nas espécies.

3. Parsons P. A. 1988. “Evolutionary rates: effects of stress upon recombination”. Biological Journal of the Linnean Society 35:49-68.

Fonte: Sociedade Criacionista Brasileira

A Arca de Noé ainda existe?

Posted by Hugo Hoffmann Marcadores: Biblico, Criacionismo, Geologia
Durante anos temos ouvido relatos da descoberta da Arca de Noé. Alguns dos relatórios parecem ser mais dignos de crédito do que outros, embora algumas tenham sido completamente absurda. Uma coisa é certa, é impossível para todos os resultados relatados serem a verdade, pois se fossem haveria mais de uma dúzia de diferentes Arcas em locais diferentes.
No entanto a questão básica que suscita a discussão é se a Arca de Noé ainda existe hoje? Tenho levantado esta questão há alguns anos e agora tenho pedido a vários membros da comunidade criacionista para admitir que algumas das minhas razões para pedir isso merecem séria consideração. Portanto, eu gostaria de colocar estas considerações abaixo para sua avaliação. Por favor, permita-me acrescentar este aviso que não estou afirmando categoricamente que esta teoria seja fatual, mas é uma discussão séria do assunto.

ARGUMENTO n.° 1.

Deus sabe que o homem tem uma inclinação a estabelecer objetos de culto e levantá-los como ídolos, Ele teria permitido a Arca sobreviver tanto tempo? Considere o bezerro de ouro, em Êxodo 32; Astarote, em 1 Reis 11; Baal em 1 Reis 16; obras das suas próprias mãos, em Jeremias 1, a rainha do céu em Jeremias 44; imagem de ouro de Nabucodonosor em Daniel 3; e a lista vai longe. Considere quantas pessoas ainda hoje objetos de culto e as criaturas, incluindo a "Mãe Natureza" [Panteísmo], em vez do Criador. A mesma pergunta pode ser feita sobre a Arca da Aliança ou o cálice que [supostamente] Cristo bebeu. Porque é que a maioria das relíquias importantes descritos nas Escrituras não foram encontradas?

ARGUMENTO n.° 2

Em Gênesis 8, somos informados de que a Arca repousou sobre o monte de Ararat não no Mounte Ararat. Dependendo da fonte, a região do Monte Ararat (estimado na área sombreada) é uma grande região que contém várias zonas montanhosas de hoje e não remete necessariamente para uma montanha específica. É bem provável que ainda havia um quantidade significativa de turbulência geológica e de liquidação que ocorria após o dilúvio. Algumas montanhas que têm vindo a aumentar a uma taxa maior do que eles ainda são hoje. O aparecimento da terra a Noé provavelmente seria muito diferente do que as mesmas áreas parecem-nos hoje.
A identidade das montanhas de Ararat é ainda tema de debate, mas um certo número de criacionistas estão convencidos de que a referência não é a o mesmo monte que temos hoje. Ararat, que tem sido largamente conhecida pelos pós-diluviano possui atividade vulcânica. É por isso que todos os supostos avistamentos da Arca se dá no monte alto. O monte Ararat não faz sentido, pois a Arca não pode estar entre as camadas de basalto que saiu de erupções desde o dilúvio, ou mesmo no final do Dilúvio. As temperaturas das lavas teria queimado toda a madeira de qualquer maneira!

ARGUMENTO n.° 3

Novamente em Gênesis 8, somos informados de que a Arca pousou sobre o monte Ararat, e não no topo das montanhas, pois em seguida as águas continuaram a diminuir. Normalmente, qualquer coisa flutuando na superfície da água continuará a flutuar até que ele pega em alguma coisa ou a água se torne muito baixa no local impossibilitando flutuar o objeto. Não teria feito sentido que com a Arca não tivesse ocorrido o mesmo, não se estabelecendo no topo das montanhas, mas sim para baixo em um vale ou planície nas montanhas? Se a Arca tivesse se fixado mais acima, é mais provável que tivesse sido inclinado nas encostas, o que poderia ter sido muito problemática para Noé e sua família e os os animais. Uma vez que Deus cuidava de Noé e da arca para protegê-lo durante o dilúvio, e não ele teria continuado a fazê-lo, mesmo quando as chuvas escoavam?
O problema é que o texto da Escritura parece dar a entender que a Arca repousou [literalmente] sobre as montanhas, devemos entender que a geologia pós-diluviana ainda sofria importantes mudanças tectônicas devido o peso e a velocidade das águas que exerciam pressão sobre o continente, por isso aceita-se que a Arca deve ter sido inicialmente desembarcada no local mais alto, em seguida, acabou por se acomodar em uma situação mais favorável, tais como as encostas mais baixas ou um vale. Isso pode ser refletido no comentário mais adiante na narrativa sobre os topos das montanhas mais tarde, serem vistos.
Se a Arca tivesse aterrissado perto do topo das montanhas e as águas continuaram a baixar, ele teria feito muito difícil para muitos dos animais de desembarcar da arca, ma vez que muitos deles não são criaturas familiares das característica do habitat de montanha. A Arca provavelmente pousou em um vale ou uma planície, assim teria sido muito mais fácil para os animais desembarcarem e se dispersarem. Teria também previsto um local adequado para Noé e as famílias de seus filhos a resolver.

ARGUMENTO n.° 4

Ao desembarcar da Arca, Noé certamente deve ter percebido que precisava de algo para construir casas ou abrigos para ele e sua família. Não tinha ficado nenhuma floresta em pé logo após o dilúvio. Pode ter sido possível encontrar alguns troncos ao redor, mas havia o suficiente para prover suas necessidades? Além disso, qualquer tipo de troncos encontrados serviriam ? A Arca teria fornecido uma fonte de madeiras já cortadas e trabalhadas. Não seria razoável que Noé e sua família utilizasse do recurso de madeira que continha a Arca para construir suas casas?
Com base nos argumentos listados acima, eu pessoalmente acredito que as chances de que a Arca de Noé ainda existe são altamente duvidosas e, como tal, provavelmente nunca mais será encontrada. Posso estar errado? Absolutamente! Eu poderia estar certo? Absolutamente! Depois de ler este artigo, onde você está sobre a existência da Arca de Noé?
Fonte: R.L. David Jolly. Does Noah’s Ark Still Exist? CreationRevolution. Publicado em 19 out. 2010. Disponível em: <http://creationrevolution.com/2010/10/does-noahs-ark-still-exist/>


Última edição por Administrador em Dom Maio 02, 2010 8:38 pm, editado 2 vez(es)
avatar
Atalaia
Administrador
Administrador

Mensagens : 130
Inscrição : 18/04/2008

Ver perfil do usuário http://adventista.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

- Tópicos similares
Compartilhar este artigo em: BookmarksDiggRedditDel.icio.usGoogleLiveSlashdotNetscapeTechnoratiStumbleUponNewsvineFurlYahoo!Smarking

Peguntas Frequentes Sobre a Arca de Noé Respondidas ! :: Comentários

avatar

Mensagem em Qua Abr 28, 2010 8:42 pm por Atalaia

Pesquisadores creem ter encontrado a arca de Noé (2)




Hoje foi a vez de o Portal Terra repercutir a notícia sobre a suposta localização da arca de Noé: “Um grupo de cientistas turcos e chineses afirma ter localizado a arca de Noé no monte Ararat, de acordo com a imprensa turca. O pesquisador chinês Yang Ving Cing diz que eles encontraram uma estrutura antiga de madeira [foto] em uma altitude de 4 mil metros no monte que fica no leste da Turquia, na fronteira com o Irã. O cientista é membro de uma organização internacional dedicada à busca pela arca em que, conforme a Bíblia, Noé e sua família escaparam do dilúvio universal. Segundo Cing, a estrutura encontrada tem 4,8 mil anos. [...]”

Estranhamente, a imprensa nacional ainda mantém silêncio sobre o achado. Ontem, em língua portuguesa, creio que este blog e portal de notícias CNTN foram os únicos a publicar a nota. Hoje apenas o Terra repercutiu o achado. Se fosse algo que contrariasse a Bíblia, creio que seria primeira página nos principais jornais...

Ontem mesmo, em conversa com o amigo Dr. Urias Takatohi, do Unasp, concluímos que a cautela deve nos fazer mesmo esperar mais informações e estudos. Segundo ele, que é doutor em física e é um dos meus entrevistados no livro Por Que Creio, numa consulta ao Google Earth com as coordenadas Latitude 39°41'46.35"N, Longitude 44°20'14.99"L e a fotos no site Panoramio (aqui, aqui e aqui), não é preciso ser especialista em geologia para perceber que a montanha chamada de Ararate (ou Ağrı Dağı) é um cone vulcânico mais recente do que o planalto de 1.800 m, do lado turco, ou o vale de 800 m do lado armênio. Na realidade, há vários cones vulcânicos visíveis em torno. “A aparência desses cones vulcânicos é bem ‘recente’”, ele avalia. “Esse tipo de montanha não cresce pela elevação do terreno existente como se observa nos Himalaias, Andes e Rochosas. A montanha cresce por deposição de material ejetado do interior em erupções vulcânicas. Se a arca tivesse ficado na região onde se esperaria encontrá-la? A 4.000 m ou soterrada no meio da montanha sob grandes quantidades de material vulcânico?”

A Bíblia afirma que a arca de Noé pousou sobre as "montanhas do Ararate" (Gn 8:4), mas não especifica sobre qual delas. Seria muito bom que a embarcação ou parte dela (se é que Noé e sua família não utilizaram a madeira para construir suas casas) fosse encontrada, mas nossa fé não precisa repousar nesse tipo de evidência. Há muitas outras.

Com relação à datação da amostra, também ficam dúvidas no ar. Para justificar idades pelo método do Carbono 14 (C14) maiores do que 6.000 anos, R. H. Brown (leia o estudo dele aqui) levanta a hipótese de que antes do dilúvio a proporção de C14 no ambiente biológico e, consequentemente, nos materiais de origem biológica deveria ser muito pequena dando uma aparência de idade maior do que a real. O petróleo e o carvão mineral, segundo os modelos criacionistas, são materiais orgânicos pré-diluvianos e apresentam proporção de C14 compatível com idades C14 correspondentes ao limite do método em torno de 40.000 a 50.000 anos. A madeira da arca deveria ter a mesma idade C14 do petróleo e do carvão mineral.

Estaria errada a idade apresentada por Cing? Conclusão do Dr. Urias: “Não podemos dizer que a datação seja obrigatoriamente discrepante, a menos que o método de datação usado tenha sido o C14.”


Pesquisadores chineses e turcos encontram a Arca de Noé


A importância deste achado é porque, pela primeira vez na história, a descoberta da Arca de Noé foi bem documentada e revisada para a comunidade mundial. Houve várias ocasiões no passado em que pessoas encontraram a Arca e ainda entraram na arca, mas nenhuma evidência substancial foi apresentada para o mundo. Por exemplo, em 1883, pelo menos oito jornais ao redor do mundo informaram que uma equipe de vistoria dos comissários da Turquia subiu o Monte Ararate e encontrou por acaso uma gigantesca estrutura de madeira muito escura que acreditaram ser nada menos que a Arca de Noé. No entanto, a descoberta não foi mais investigada. Em diversas ocasiões, a Arca foi vista de fora de um avião. E em alguns casos fotos foram tiradas. Mas as fotos desapareceram inexplicavelmente.

O relato das testemunhas montou o quebra-cabeça completo da Arca, porque todos eles mencionaram os mesmos importantes detalhes que combinam exatamente com este surpreendente achado na montanha. Apenas alguns dos muitos detalhes que são mencionados deste achado são os seguintes:

1. A altura na qual foi encontrada, que é cerca de 4.000 metros de altitude.

2. Outro detalhe é a forma como a Arca está localizada na montanha - ligeiramente inclinada - e que tem aparência de madeira marrom avermelhada; a ponta da Arca está apodrecida e quebrada; e há buraco através do qual se pode entrar.

3. Que a sua maior parte está enterrada no gelo e que a Arca é muito sólida e de alta qualidade; e muito escura e longa em retângulo.

Alguém subiu na Arca em 1948 e tentou quebrar um pedaço da Arca com sua adaga, mas a madeira era tão dura e não se quebrou. Isso nos deixa com as seguintes perguntas:

1. Se esta não é a Arca, porque é que alguém construiria algo com enormes e pesadas vigas acima dos 4000 metros de altitude, onde não se pode respirar e viver com facilidade?

2. Por que alguém iria construir uma espécie enorme de estrutura com mais de um andar no alto da montanha, quando há mais espaço suficiente para construir?

Portanto, a minha conclusão é: há quantidade enorme de sólidas evidências de que a estrutura encontrada no Monte Ararate, na Turquia oriental, é a lendária Arca de Noé.

Gerrit Aalten
Pesquisador holandês que há 35 anos se dedica a estudos sobre a Arca de Noé. Viajou seis vezes para a Armênia, entrevistou diversas pessoas e procurou vestígios da Arca em diferentes culturas e na história. Considera a Arca como patrimônio da humanidade.

Fonte: Noah's Ark Ministries International

Repercussão na mídia mundial sobre a descoberta da Arca de Noé conforme divulgação em 25 de abril deste ano.





Voltar ao Topo Ir em baixo

avatar

Mensagem em Sab Maio 08, 2010 3:34 pm por Eduardo

Investigadores acreditam encontrar madeira da arca de Noé


A equipa, formada por seis investigadores de Hong Kong e outros nove da Turquia e que conta com o apoio do Governo turco, revelou domingo que descobriu, em Outubro de 2009, durante as escavações no monte Ararat, um pedaço de madeira com 38 milímetros que terá cerca de 4800 anos, segundo os resultados das análises realizadas.

De acordo com Yeung Wing-Cheung, um dos investigadores, a idade da amostra de madeira coincide com a data de construção da Arca de Noé apontada pela Bíblia.

Apesar de haver fortes indícios de que as amostras encontradas – de madeira a restos de cordas que se julgam ter servido para prender os animais – pertençam à Arca de Noé, os investigadores não confirmam, para já, esta tese, até porque, sublinha Yeung, “nunca ninguém viu a arca”.

“Porém, as amostras coincidem com os relatos históricos”, acrescentou.

O investigador alemão Gerrit Aalten, que também integrou a expedição ao Monte Ararat, considera que “há uma grande quantidade de evidências sólidas de que a estrutura encontrada é a lendária Arca de Noé”.

O geólogo turco Ahmet Ozbeck observa que a baixa temperatura e as condições ambientais dos depósitos de glaciar e do material vulcânico ajudaram a preservar a estrutura de madeira encontrada a quatro mil metros acima do nível do mar.

A equipa de investigadores de Hong Kong e da Turquia não quis avançar com detalhes sobre o local da descoberta, alegando estar a aguardar que o Governo turco crie ali uma área de preservação para a continuação das escavações.

O monte Ararat tem sido alvo de várias investigações sobre a eventual existência da Arca de Noé, sobre a qual não existe, até ao momento, qualquer certeza científica.

Em 2006, uma expedição arqueológica liderada por cristãos norte-americanos alegou ter encontrado uma formação rochosa nas montanhas do Irão que teria semelhanças com a arca, uma tese refutada por vários especialistas que levantaram dúvidas sobre a possibilidade de a estrutura ter sobrevivido milhares de anos.

Outros especialistas apontaram mesmo ser impossível um barco naufragar a uma altitude superior a 3000 metros.

A história da Arca de Noé, comum ao cristianismo, judaísmo e islamismo, afirma que Deus decidiu criar um dilúvio para destruir o mundo por causa da perversidade humana, tendo, antes disso, dito a Noé, um dos seus seguidores, para construir uma arca e salvar um par de cada espécie animal.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem  por Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum