Últimos assuntos
» Decreto dominical a caminho
Dom Fev 19, 2017 7:48 pm por Augusto

» Acordem adventistas...
Ter Fev 07, 2017 8:37 pm por Augusto

» O que Vestir Para Ir à Igreja?
Qui Dez 01, 2016 7:46 pm por Augusto

» Ir para o céu?
Qui Nov 17, 2016 7:40 pm por Augusto

» Chat do Forum
Sab Ago 27, 2016 10:51 pm por Edgardst

» TV Novo Tempo...
Qua Ago 24, 2016 8:40 pm por Augusto

» Lutas de MMA são usadas como estratégia por Igreja Evangélica para atrair mais fiéis
Dom Ago 21, 2016 10:12 am por Augusto

» Lew Wallace, autor do célebre livro «Ben-Hur», converteu-se quando o escrevia
Seg Ago 15, 2016 7:00 pm por Eduardo

» Ex-pastor evangélico é batizado no Pará
Qua Jul 27, 2016 10:00 am por Eduardo

» Citações de Ellen White sobre a Vida em Outros Planetas Não Caídos em Pecado
Ter Jul 26, 2016 9:29 pm por Eduardo

» Viagem ao Sobrenatural - Roger Morneau
Dom Jul 24, 2016 6:52 pm por Eduardo

» As aparições de Jesus após sua morte não poderiam ter sido alucinações?
Sab Jul 23, 2016 4:04 pm por Eduardo

SEU IP
IP

Quando Jesus entrou no Santo dos Santos (Santíssimo) ?

Ir em baixo

02012013

Mensagem 

Quando Jesus entrou no Santo dos Santos (Santíssimo) ?






Deus está no Santuário, ou seja, o lugar Santo. O trono de Deus é descrito no Lugar Santo do Santuário Celestial em Apocalipse 4 e 5. João fala do trono de Deus no mesmo ambiente em que descreve as 7 lâmpadas de fogo (4:5) e o altar de incenso (8:3 e 9:13). Ele não menciona a arca da aliança até Apocalipse 11:19, quando anuncia a abertura de outra divisão do Santuário: evidentemente o Santíssimo. Logo, não há como fugir da evidência: o trono de Deus em Apocalipse 5:6 está no Lugar Santo, onde também é descrito o Cordeiro (Cristo).

---

Um dos mais frequentes ataques contra a teologia Adventista, muito visto nos sites dos nossos opositores, é contra a compreensão Adventista de que Jesus adentrou no Lugar Santo do Santuário Celestial apenas em 1844 d.C., ao final da profecia de Dan. 8:14.

Os citados opositores, bem como alguns separatistas do Movimento Adventista do passado e do presente, citam o livro de Hebreus para dizerem que Jesus tornou-Se Sumo-Sacerdote e, portanto, entrou no Lugar Santíssimo, imediatamente após Sua ressurreição e ascensão (por volta de 31 d.C.).

Em resposta a um leitor do blog que me solicitou esclarecimentos sobre este tema, e sabendo que ele é muito presente nas disputas apologéticas dos que "adoram" questionar a doutrina Adventista, vou colocar aqui um resumo bem prático e claro sobre o tema. O material se baseia na excelente apostila do Dr. Willian Shea, quando de suas aulas no programa de Mestrado do IAE.

O Véu do Santuário

A partir da expressão encontrada em Hebreus 6:19-20 - "a qual temos como âncora da alma, segura e firme, e que penetra ATÉ O INTERIOR DO VÉU; aonde Jesus... entrou por nós, feito sumo-sacerdote para sempre, segundo a ordem de Melquisedeque" (grifos acrescentados) -, alguns inferiram que, por ocasião da ascensão, Cristo iniciou Seu ministério "dentro do véu", isto é, no lugar Santíssimo do Santuário Celestial.

O argumento é baseado no véu que há entre o Santo e o Santíssimo. Dizem que a Septuaginta, em sua versão do AT, usa a mesma palavra encontrada em Hebreus 6:19 para "véu" - KATAPETASMA.

Duas perguntas:
1. A palavra "katapetasma" é usada para o véu do Santíssimo? SIM!
2. É usada somente para o véu do Santíssimo? NÃO!

No Santuário do deserto haviam três véus:
a. o véu do pátio;
b. o véu para se entrar no Lugar Santo; e
c. o véu entre o Santo e o Santíssimo.

- Quando a Septuaginta (versão do Antigo Testamento para o grego) fala do véu do pátio (o primeiro), das 6 referências, em 5 usa a palavra "katapetasma".

- O véu da entrada (que é o segundo) é mencionado 11 vezes, e em 7 delas é chamado de "katapetasma". Nas outras 4, é chamado de "kaluma".

- O véu do Santíssimo (o terceiro) aparece 24 vezes como "katapetasma" e 1 vez como "kaluma".

Portanto, vemos que a palavra dominante para TODOS os véus é "katapetasma", e "kaluma" é usada numa menor escala.

Este é o argumento do AT contra a tese dos opositores dos Adventistas.

Estas pessoas deveriam ter olhado melhor para Hebreus. No capítulo 9 há uma seção que descreve o santuário do AT. Descreve o Santo e os equipamentos que nele estão; também o Santíssimo e seus equipamentos. Aqui o Santo é chamado de "primeira tenda" e o Santíssimo de "segunda tenda".

Percebamos claramente as palavras usadas no verso 3 - "mas depois do segundo véu estava a tenda (ou tabernáculo) que se chama o Santo dos Santos".

O local se chama "Santo dos Santos".
Onde se localiza? Após o segundo véu.

Portanto, se este é o segundo véu, logicamente deve haver o primeiro. No livro de Hebreus a linguagem usada é "segundo katapetasma", portanto deve haver o "primeiro katapetasma" que é, sem dúvida, o véu de entrada no Santo - que foi por onde Jesus passou em 31 d.C.

Este é o argumento do NT contra nossos opositores.

O Dr. George Rice, lembra, ainda, que, embora os comentaristas sejam virtualmente unânimes dizendo que "katapetasma" em Heb. 6:19 é o “segundo véu” e que "esoteron" é o “Santuário interno”, estas suposições são questionadas pelos fatos seguintes:
1) na Septuaginta (LXX), a palavra "katapetasma" é usada diversas vezes para todos os três véus de Santuário, como já vimos acima;
2) "esoteron", embora um substantivo em Heb. 6:19, não pode ser traduzido como o “Santuário interno” porque "katapetasma" não pode ser identificado como o segundo véu;
3) o contexto de Heb. 6:19 não permite a identificação do segundo véu, como fazem os contextos de Lv 16:2 e Hb 9:3;
4) "katapetasma", dentro do contexto de Heb. 6:19 e o contexto mais amplo do livro inteiro de Hebreus, pode ser entendido metaforicamente como o Santuário no céu, no qual Jesus entrou como nosso precursor, no qual nossa esperança entrou, e do qual Jesus dispensa as bênçãos da aliança de Abraão.

:::::::::::::

Portanto, mais uma vez se comprova como a fé Adventista é solidamente embasada na Bíblia, diferente dos "achismos" comumente vistos em muitos sites pseudo-apologéticos por ai.

Além do mais, se não bastassem as inquestionáveis provas bíblicas (comprovadas pela correta exegese dos textos onde ocorre a citação do "véu" do Santuário Celestial), ainda temos a "pá de cal", enterrando a questão, quando o Senhor confirmou para nossos primeiros irmãos, logo após o desapontamento de 22 de outubro de 1844 d.C (lembram de Hiram Edson?). Na ocasião, o Senhor esclareceu que somente naquela data foi que Jesus deixou o Lugar Santo e adentrou o "terceiro" véu, iniciando no Santíssimo a última "etapa" de Sua obra de Mediação e Salvação, à semelhança do que ocorria no Santuário do deserto (cf. Lev. 16).








"Ele me disse: Até duas mil e trezentas tardes e manhãs; e o Santuário será purificado" (Dan. 8:14).
Analisando Hebreus 9:12: Jesus Entrou no Lugar Santo ou Santíssimo?


Publicado em junho 13, 2009 por IASD

Clique Aqui para a Página Principal









Jesus Oficiando Oniscientemente no Lugar Santíssimo Celeste pós 1844.

A tradução de João Ferreira de Almeida Revista e Atualizada de Hebreus 9:12 afirma que Jesus entrou no Lugar Santíssimo por ocasião de sua ascenção aos Céus:

Hebreus 9:12: não por meio de sangue de bodes e de bezerros, mas pelo seu próprio sangue, entrou no Santo dos Santos, uma vez por todas, tendo obtido eterna redenção.

Esta edição da Almeida se enganou em sua tradução do grego. Para fazer prova inequívoca deste fato iremos citar 10 traduções bíblicas que não concordam com a tradução da Almeida Revista e Atualizada:

A Edição em Espanhol Reina Valera afirma:

Hebreus 9:12: Y no por sangre de machos cabríos ni de becerros, mas por su propia sangre, entró una sola vez en el santuario, habiendo obtenido eterna redención.

A tradução mais exaltada da lingua inglesa, a King James, afirma que Jesus entrou no Lugar Santo:

Hebreus 9:12: Neither by the blood of goats and calves, but by his own blood he entered in once into the holy place, having obtained eternal redemption for us.

A tradução Italiana de Giovanni Diodati (1649) afirma:

Hebreus 9:12: e non per sangue di becchi e di vitelli; ma per lo suo proprio sangue, è entrato una volta nel santuario, avendo acquistata una redenzione eterna.

A própria João Ferreira de Almeida Atualizada, afirma:

Hebreus 9:12: e não pelo sangue de bodes e novilhos, mas por seu próprio sangue, entrou uma vez por todas no santo lugar, havendo obtido uma eterna redenção.

A Tradução das Testemunhas de Jeová (Tradução do Novo Mundo das Escrituras Sagradas de 1986) dizem:

Hebreus 9:12: ele entrou no lugar santo, não, não com o sangue de bodes e novilhos, mas com o seu próprio sangue, de uma vez para sempre e obteve [para nós] um livramento eterno.

A maior prova, no entanto, vem das traduções católicas que foram feitas por pessoas que passaram a vida estudando grego e latim:

A Bíblia AVE MARIA diz:

Hebreus 9:12: sem levar consigo o sangue de carneiros ou novilhos, mas com seu próprio sangue, entrou de uma vez por todas no santuário, adquirindo-nos uma redenção eterna.

A Bíblia da CNBB afirma:

Hebreus 9:12: Ele entrou no Santuário, não com o sangue de bodes e bezerros, mas com seu próprio sangue, e isto, uma vez por todas, obtendo uma redenção eterna.

The New American Bible (Católica)

Hebreus 9:12: he entered once for all into the sanctuary, not with the blood of goats and calves but with his own blood, thus obtaining eternal redemption.

A Revised Standart Version diz:

Hebreus 9:12: he entered once for all into the Holy Place, taking not the blood of goats and calves but his own blood, thus securing an eternal redemption.

A Bíblia Latino Americana atesta:

Hebreus 9:12: Y no fue la sangre de chivos o de novillos la que le abrió el santuario, sino su propia sangre, cuando consiguió de una sola vez la liberación definitiva.

Como podemos ver as traduções de Hebreus 9:12 constam que Jesus entrou no LUGAR SANTO ou no SANTUÁRIO por ocasião de sua ascenção. A razão é simples: quando se entra no Santuário o primeiro compartimento é o lugar santo. A Tradução Almeida Revista e Atualizada no Brasil está errada como mostra as demais edições internacionais, com destaque para a King James, que é exaltada por todas as igrejas dos países de fala inglesa. O testemunho das Bíblias católicas e da Bíblia das testemunhas de jeová é deveras interessante pois estas igrejas não possuem uma doutrina do Santuário e não sabem que Jesus apenas entrou no lugar santíssimo 18 séculos depois de sua ascenção.


Para saber mais: Bíblia de 1681 Confirma a Doutrina do Santuário.

Bíblia Almeida de 1681 Prova a Doutrina do Santuário


Publicado em junho 17, 2009 por IASD

Clique Aqui para a Página Principal


Veja antes: Analisando Hebreus 9:12: Jesus entrou no Lugar Santo ou Santíssimo?


Como vimos na página anterior, 10 traduções bíblicas afirmam que Jesus entrou no lugar santo ou no santuário celeste por ocasião de sua ascenção. No entanto, a difundida tradução Almeida Revista e Atualizada afirma que Jesus já subiu direto ao “santo dos santos” no ano 31. Isso confunde a muitos, sendo um desafio a verdade de que Jesus apenas entrou no Santíssimo em 22/10/1844. Além das 10 traduções que provam que a Almeida Revista e Atualizada é uma tradução equivocada, trazemos uma edição antiga da própria, que acreditamos que encerra o assunto com chave de ouro.


O Novo Testamento Almeida Impresso na Companhia das Indias Orientais (Holanda, 1681) é uma grande prova em favor da doutrina do Santuário.Vejamos a Capa da Edição de 1691:






A Almeida Revista e Atualizada afirma afirma que Jesus entrou no Lugar Santíssimo por ocasião de sua ascenção aos Céus:


Hebreus 9:12: não por meio de sangue de bodes e de bezerros, mas pelo seu próprio sangue, entrou no Santo dos Santos, uma vez por todas, tendo obtido eterna redenção.


Vejamos a Página da edição de 1681 que traz o versículo 12 do capítulo 9 de Hebreus:




Vemos que Jesus entrou no SANTUÁRIO e não no lugar santíssimo, como trazem as versões modernas.


Hebreus 10:19 da Almeida Revista e Atualizada tb traz a expressão “santo dos santos”. Na edição de 1681 é diferente:




Novamente temos a Palavra SANTUÁRIO, concordando com a doutrina de que no ano 31 Jesus entrou no Santuário e apenas em 22/10/1844 ele acessou o Lugar Santíssimo, a sala do julgamento.

---

o trono de Deus é descrito no Lugar Santo do Santuário Celestial em Apocalipse 4 e 5. Não há absolutamente nada de especulativo nisso.

Ora, João fala do trono de Deus no mesmo ambiente em que descreve as 7 lâmpadas de fogo (4:5) e o altar de incenso (8:3 e 9:13). Ele não menciona a arca da aliança até Apocalipse 11:19, quando anuncia a abertura de outra divisão do Santuário: evidentemente o Santíssimo. Logo, não há como fugir da evidência: o trono de Deus em Apocalipse 5:6 está no Lugar Santo, onde também é descrito o Cordeiro (Cristo).

Diante disso, desafiamos os irmãos ECS e MF e todos os demais discordantes da doutrina do Santuário a explicar tecnicamente e com objetividade a situação em Apocalipse e, além disso, a mostrar pelo menos um texto bíblico que diga que o trono celeste de Deus se encontra no Santíssimo. Nada de apelar para a arca da aliança, pois, para João, arca é arca e trono é trono. Queremos um texto que traga as palavras “trono” e “Santo dos Santos” (ou “Santíssimo”) em relação ao Templo do Céu.

Aguardamos as respostas dos irmãos!

Equipe do Site Www.ConcertoEterno.Com.




Mandem um texto bíblico que diga que Cristo após sua ascensão ao céu, entrou no santíssimo, fez sua unção, saiu e retornou para o mesmo por uma segunda vez, que eu mostro um texto dando a resposta que os irmãos pedem. -- ECS

Prezado irmão ECS,

Cremos que merecíamos uma resposta ao nosso desafio antes do irmão, mas, para não perdermos tempo, daremos logo o que nos pediu.

1. Texto bíblico falando da unção do Santo dos Santos num contexto messiânico:

“Setenta semanas estão determinadas sobre o teu povo, e sobre a tua santa cidade para fazer cessar a transgressão, para dar fim aos pecados, para expiar a iniqüidade, para trazer a justiça eterna, para selar a visão e a profecia e para ungir o Santo dos Santos.” Daniel 9:24.

Ocorrem aí a palavra “ungir” e a expressão “Santo dos Santos”.

2. Textos bíblicos falando de Cristo no Lugar Santo do Céu:

“Razão por que se acham diante do trono de Deus e O servem de dia e de noite no Seu santuário; e Aquele que Se assenta no trono estenderá sobre eles o Seu tabernáculo.” Apocalipse 7:15.

“Então, derramou o sétimo anjo a sua taça pelo ar, e saiu grande voz do santuário, do lado do trono, dizendo: Feito está!” Apocalipse 16:17.

Esses textos deixam claro que o “trono” está no Santuário. Nesses textos ocorrem as palavras “trono” e “Santuário”.

“Depois destas coisas, olhei, e eis não somente uma porta aberta no céu, como também a primeira voz que ouvi, como de trombeta ao falar comigo, dizendo: Sobe para aqui, e te mostrarei o que deve acontecer depois destas coisas. Imediatamente, eu me achei em espírito, e eis armado no céu um trono, e, no trono, Alguém sentado.” Apocalipse 4:1 e 2.

Esse texto fala da “porta aberta” e do “trono”.

“E do trono saíam relâmpagos, e trovões, e vozes; e diante do trono ardiam sete lâmpadas de fogo, as quais são os sete Espíritos de Deus.” Apocalipse 4:5.

Essa passagem fala literalmente de “7 lâmpadas” “diante do trono”. Isso não depende de interpretação. As expressões ocorrem no texto exatamente assim.

“Veio outro anjo e ficou de pé junto ao altar, com um incensário de ouro, e foi-lhe dado muito incenso para oferecê-lo com as orações de todos os santos sobre o altar de ouro que se acha diante do trono; e da mão do anjo subiu à presença de Deus a fumaça do incenso, com as orações dos santos.” Apocalipse 8:3 e 4.

Nessa passagem ocorre a frase “altar de ouro que se acha diante do trono”. Não há necessidade de qualquer interpretação elaborada. Basta que aceitemos o texto tal como ele está escrito.

“Então, vi, no meio do trono e dos quatro seres viventes e entre os anciãos, de pé, um Cordeiro como tendo sido morto. Ele tinha sete chifres, bem como sete olhos, que são os sete Espíritos de Deus enviados por toda a terra. Veio, pois, e tomou o livro da mão direita dAquele que estava sentado no trono.” Apocalipse 5:6 e 7.

Essa passagem traz as palavras “Cordeiro” e “trono” e diz que o Cordeiro “tomou o livro da mão direita daquele que estava sentado no trono”. Está tudo exatamente assim no texto, sem tirar nem por.

3. Textos bíblicos falando de Cristo Entrando no Lugar Santíssimo do Céu:

“Continuei olhando, até que foram postos uns tronos, e o Ancião de Dias Se assentou; Sua veste era branca como a neve, e os cabelos da cabeça, como a pura lã; o Seu trono eram chamas de fogo, e suas rodas eram fogo ardente. Um rio de fogo manava e saía de diante dele; milhares de milhares o serviam, e miríades de miríades estavam diante dele; assentou-se o tribunal, e se abriram os livros.” Daniel 7:9 e 10.

Esse texto diz que “foram postos uns tronos” e que “o Ancião de Dias Se assentou”.

“Eu estava olhando nas minhas visões da noite, e eis que vinha com as nuvens do céu um como o Filho do Homem, e dirigiu-Se ao Ancião de Dias, e O fizeram chegar até Ele. Foi-Lhe dado domínio, e glória, e o reino, para que os povos, nações e homens de todas as línguas O servissem; o Seu domínio é domínio eterno, que não passará, e o Seu reino jamais será destruído.” Daniel 7:13 e 14.

Essa passagem fala literalmente do “Filho do Homem” dirigindo-Se “ao Ancião de Dias” e recebendo o “reino”.

“O sétimo anjo tocou a trombeta, e houve no céu grandes vozes, dizendo: O reino do mundo se tornou de nosso Senhor e do Seu Cristo, e Ele reinará pelos séculos dos séculos. E os vinte e quatro anciãos que se encontram sentados no seu trono, diante de Deus, prostraram-se sobre o seu rosto e adoraram a Deus, dizendo: Graças Te damos, Senhor Deus, Todo-Poderoso, que és e que eras, porque assumiste o Teu grande poder e passaste a reinar. Na verdade, as nações se enfureceram; chegou, porém, a Tua ira, e o tempo determinado para serem julgados os mortos, para se dar o galardão aos Teus servos, os profetas, aos santos e aos que temem o Teu nome, tanto aos pequenos como aos grandes, e para destruíres os que destroem a terra. Abriu-se, então, o santuário de Deus, que se acha no céu, e foi vista a arca da Aliança no Seu santuário, e sobrevieram relâmpagos, vozes, trovões, terremoto e grande saraivada.” Apocalipse 11:15-19.

Esse texto fala do “reino” tornando-se de “Cristo” por ocasião do soar da sétima trombeta e fala da abertura do Santuário, quando se vê a arca da aliança. Tudo isso é dito literalmente no texto. Também não há necessidade de qualquer malabarismo exegético para se encontrar essas informações ali.

Bem, aí estão os textos que abordam os pontos solicitados pelo irmão. Agora, esperamos ver também sua resposta ao nosso desafio. Não é nada demais o que estamos pedindo. Dê-nos um texto, pelo menos um, ou quantos o irmão quiser apresentar, que traga as palavras “trono” e “Santo dos Santos” (ou “Santíssimo”) em relação ao Santuário do Céu. Esperamos que o irmão não invente nenhuma desculpa nem se negue em nos dar essa resposta. Aguardaremos ansiosos por ela.


"Conforme aquele caminho que chamam SEITA, assim sirvo ao Deus de nossos pais, crendo tudo quanto está escrito na LEI e nos PROFETAS" (Atos 24:14 ) - Paulo, o apostolo dos gentios
avatar
Eduardo

Mensagens : 5997
Idade : 48
Inscrição : 08/05/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

- Tópicos similares
Compartilhar este artigo em: diggdeliciousredditstumbleuponslashdotyahoogooglelive

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum