Últimos assuntos
» Decreto dominical a caminho
Dom Fev 19, 2017 7:48 pm por Augusto

» Acordem adventistas...
Ter Fev 07, 2017 8:37 pm por Augusto

» O que Vestir Para Ir à Igreja?
Qui Dez 01, 2016 7:46 pm por Augusto

» Ir para o céu?
Qui Nov 17, 2016 7:40 pm por Augusto

» Chat do Forum
Sab Ago 27, 2016 10:51 pm por Edgardst

» TV Novo Tempo...
Qua Ago 24, 2016 8:40 pm por Augusto

» Lutas de MMA são usadas como estratégia por Igreja Evangélica para atrair mais fiéis
Dom Ago 21, 2016 10:12 am por Augusto

» Lew Wallace, autor do célebre livro «Ben-Hur», converteu-se quando o escrevia
Seg Ago 15, 2016 7:00 pm por Eduardo

» Ex-pastor evangélico é batizado no Pará
Qua Jul 27, 2016 10:00 am por Eduardo

» Citações de Ellen White sobre a Vida em Outros Planetas Não Caídos em Pecado
Ter Jul 26, 2016 9:29 pm por Eduardo

» Viagem ao Sobrenatural - Roger Morneau
Dom Jul 24, 2016 6:52 pm por Eduardo

» As aparições de Jesus após sua morte não poderiam ter sido alucinações?
Sab Jul 23, 2016 4:04 pm por Eduardo

SEU IP
IP

Abstinência sexual para conter aids

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Abstinência sexual para conter aids

Mensagem por Eduardo em Seg Jul 05, 2010 4:58 pm



Cientistas que lutam contra a grande epidemia de aids na África defendem uma medida diferente para evitar que a doença se espalhe ainda mais. Os epidemiologistas Alan Whiteside e Justin Parkhurst querem que os governos de países do continente lancem campanhas recomendando que seus cidadãos façam abstinência sexual durante um mês em um período determinado. Eles citam evidências de que uma pessoa tem maior probabilidade de transmitir o vírus HIV um mês depois de ser infectada. Uma campanha de abstinência poderia reduzir novas infecções em até 45%, afirmam – um grande passo para nações como África do Sul, Zimbábue e Suazilândia. A pesquisa analisou os casos de grupos religiosos – como os muçulmanos, que não fazem sexo do nascer até o pôr-do-sol durante o Ramadã. Segundo o programa Unaids, das Nações Unidas, em países predominantemente islâmicas, apenas 0,2% da população tem o vírus HIV. "O importante é aceitar que em um período delimitado todos ajam da mesma forma", afirma Whiteside, da Universidade KwaZulu-Natal, na África do Sul.

(Zero Hora)

Nota: E se a humanidade seguisse as recomendações de um antigo compêndio sagrado para judeus e cristãos (no qual o próprio Corão foi inspirado) e promovesse a abstinência sexual até o casamento, num contexto de amor e compromisso, próprio para a expressão da sexualidade? E se, também seguindo esse Livro Sagrado, as pessoas fossem fieis a seus cônjuges, encarando o(a) parceiro(a) como parte de si mesmo(a), “carne da mesma carne”? Não apenas a transmissão sexual da aids e outras tantas doenças seriam coisa do passado, como também não mais veríamos filhos sendo trazidos ao mundo por mães solitárias, abandonadas por quem não merece ser chamado de homem – muito menos pai. Não mais veríamos adolescentes sofrendo de baixa autoestima e depressão causadas pela sensação de terem sido feitas de objeto para satisfazer os desejos de rapazes cuja mente é alimentada pelo marketing do prazer pelo prazer. Quando a humanidade vai perceber que a melhor maneira de viver é segundo as amorosas diretrizes dAquele que sabe como funcionamos?[MB]
avatar
Eduardo

Mensagens : 5997
Idade : 47
Inscrição : 08/05/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum