Últimos assuntos
» Decreto dominical a caminho
Dom Fev 19, 2017 7:48 pm por Augusto

» Acordem adventistas...
Ter Fev 07, 2017 8:37 pm por Augusto

» O que Vestir Para Ir à Igreja?
Qui Dez 01, 2016 7:46 pm por Augusto

» Ir para o céu?
Qui Nov 17, 2016 7:40 pm por Augusto

» Chat do Forum
Sab Ago 27, 2016 10:51 pm por Edgardst

» TV Novo Tempo...
Qua Ago 24, 2016 8:40 pm por Augusto

» Lutas de MMA são usadas como estratégia por Igreja Evangélica para atrair mais fiéis
Dom Ago 21, 2016 10:12 am por Augusto

» Lew Wallace, autor do célebre livro «Ben-Hur», converteu-se quando o escrevia
Seg Ago 15, 2016 7:00 pm por Eduardo

» Ex-pastor evangélico é batizado no Pará
Qua Jul 27, 2016 10:00 am por Eduardo

» Citações de Ellen White sobre a Vida em Outros Planetas Não Caídos em Pecado
Ter Jul 26, 2016 9:29 pm por Eduardo

» Viagem ao Sobrenatural - Roger Morneau
Dom Jul 24, 2016 6:52 pm por Eduardo

» As aparições de Jesus após sua morte não poderiam ter sido alucinações?
Sab Jul 23, 2016 4:04 pm por Eduardo

Palavras chave

jesus  alma  dilúvio  criação  miguel  jonas  bíblia  arca  

SEU IP
IP

O primeiro converso ao adventismo no Brasil

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

21102012

Mensagem 

O primeiro converso ao adventismo no Brasil






Sempre houve guardadores do sábado no mundo. No Brasil não foi diferente. Além de judeus fiéis ao quarto mandamento, possivelmente deve ter havido um ou outro cristão que fazia o mesmo. Mas o primeiro converso ao quarto mandamento, graças à leitura de literatura adventista do sétimo dia no Brasil, foi Guilherme Belz. Belz nasceu na Pomerânia, em 1835. Veio para o Brasil e estabeleceu-se na região de Braunchweig (hoje Gaspar Alto), a cerca de 18 quilômetros de Brusque, SC. Certa ocasião, ao voltar das compras na Vila de Brusque, notou algo de especial em uma das mercadorias. O papel de embrulho trazia um texto escrito em alemão, e tratava do assunto do sábado como dia de repouso (o papel de embrulho era, na verdade, uma folha das revistas missionárias enviadas pela editora adventista norte-americana ao Brasil, antes que qualquer missionário houvesse pisado em nosso país). A leitura do impresso deixou Belz pensativo por várias semanas, até que teve contato com o Comentário Sobre o Livro de Daniel, de Uriah Smith, também enviado pela editora adventista dos Estados Unidos e adquirido pelo irmão de Guilherme, Carl.


Nascido em uma família luterana, Guilherme tinha por hábito ler a Bíblia, mas algo o intrigava: “Se apenas o sábado é mencionado nas Escrituras, por que guardamos o domingo?” Sua mãe, Luise, e o pastor de sua igreja desconversavam e, por isso, a dúvida teve que aguardar muitos anos e muitos quilômetros de distância para ser respondida.


Belz investigou o assunto do sábado mais a fundo, comparando com sua Bíblia o conteúdo do livro de Smith. Finalmente, convenceu-se da santidade do sábado e de que a observância do domingo era, na verdade, apenas uma “tradição humana”. Guilherme tinha então 54 anos e tornava-se, assim, o primeiro a reconhecer, no Brasil, o sábado como dia do Senhor.


Guilherme convidou a esposa, Johanna, e os filhos mais novos Guilherme, Elfride e Augusta para guardarem o primeiro sábado da vida deles. A família Belz começou a observar o sétimo dia em 1890.


Michelson Borges
O primeiro converso ao adventismo no Brasil

Saiba mais sobre essa história aqui e aqui.


"Conforme aquele caminho que chamam SEITA, assim sirvo ao Deus de nossos pais, crendo tudo quanto está escrito na LEI e nos PROFETAS" (Atos 24:14 ) - Paulo, o apostolo dos gentios
avatar
Eduardo

Mensagens : 5997
Idade : 47
Inscrição : 08/05/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

- Tópicos similares
Compartilhar este artigo em: BookmarksDiggRedditDel.icio.usGoogleLiveSlashdotNetscapeTechnoratiStumbleUponNewsvineFurlYahoo!Smarking

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum