Últimos assuntos
» Decreto dominical a caminho
Dom Fev 19, 2017 7:48 pm por Augusto

» Acordem adventistas...
Ter Fev 07, 2017 8:37 pm por Augusto

» O que Vestir Para Ir à Igreja?
Qui Dez 01, 2016 7:46 pm por Augusto

» Ir para o céu?
Qui Nov 17, 2016 7:40 pm por Augusto

» Chat do Forum
Sab Ago 27, 2016 10:51 pm por Edgardst

» TV Novo Tempo...
Qua Ago 24, 2016 8:40 pm por Augusto

» Lutas de MMA são usadas como estratégia por Igreja Evangélica para atrair mais fiéis
Dom Ago 21, 2016 10:12 am por Augusto

» Lew Wallace, autor do célebre livro «Ben-Hur», converteu-se quando o escrevia
Seg Ago 15, 2016 7:00 pm por Eduardo

» Ex-pastor evangélico é batizado no Pará
Qua Jul 27, 2016 10:00 am por Eduardo

» Citações de Ellen White sobre a Vida em Outros Planetas Não Caídos em Pecado
Ter Jul 26, 2016 9:29 pm por Eduardo

» Viagem ao Sobrenatural - Roger Morneau
Dom Jul 24, 2016 6:52 pm por Eduardo

» As aparições de Jesus após sua morte não poderiam ter sido alucinações?
Sab Jul 23, 2016 4:04 pm por Eduardo

SEU IP
IP

A imagem da besta semelhante ao leopardo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

A imagem da besta semelhante ao leopardo

Mensagem por Álef_Tav em Qua Out 17, 2012 6:24 pm


-

E foi concedido que desse fôlego de vida à imagem da besta para que também a imagem da besta falasse, e fizesse que fossem *mortos espiritualmente; ( * excluídos da doutrina ) todos os que não reverenciassem a imagem da besta.

‘Bem aventurados os que desde agora *morrem no cordeiro; ou por causa do cordeiro; ( ao serem *excluídos de doutrina; são dados como mortos ou não–salvos )’.


Esta interpretação, ao se referir à doutrina imposta por estatuto registrado em cartório; refere-se a essas doutrinas como: aquilo que não é nem um ser Humano e nem a Palavra de quem os resgatou, e que os tenha selado para ser a razão de estarem congregando. Até porque a Palavra celestial não é aquilo que esteja a impor e a determinar que 100 % dos valores ajuntados não fiquem nas congregações de pessoas localizadas nos bairros, vilas e vicinais, e sejam automaticamente transferidos pra uma sede.

Também refere-se a essas doutrinas como: ‘aquilo que não age como um cordeiro’, ou; ‘imagem daquilo que é oposto ao cordeiro’ sempre que se constatar, por parte dessas doutrinas, um sistema de miserabilidade, ou que uma imagem de doutrina determine a acepção de pessoas [ transgressão do direito à igualdade ] e o não dividir o que tem com as pessoas que lhes entregaram seus valores a título de dízimos ou ofertas.

Quem incorpora ou cede o seu fôlego de vida pra representar doutrina ( ou pra representar aquilo que não é um ser Humano, e que age de forma oposta à maneira de agir do cordeiro ), estará a dar vida a uma imagem de doutrina semelhante ao leopardo, que não divide o que tem com as pessoas. Como antes fôra citado que se cumpriria:

E foi concedido que desse fôlego de vida à imagem da besta para que também a imagem da besta falasse, e fizesse que fossem *mortos espiritualmente; ( * excluídos da doutrina ) todos os que não reverenciassem a imagem da besta.

‘Bem aventurados os que desde agora *morrem no cordeiro; ou por causa do cordeiro; ( ao serem *excluídos de doutrina; são dados como mortos ou não–salvos )’.


Diferença entre: igreja (Congregação de pessoas) e ‘aquilo que não é o ser humano’



Quem é a igreja, segundo a Bíblia.

O apóstolo Paulo clareou que a igreja são as pessoas, ajuntamento ou congregação de pessoas; como está na Carta ao ajuntamento de pessoas em Filipo; Aos Filipenses, escreveu: ‘que nos primeiros tempos, quando pela primeira vez foi anunciado as boas novas, vocês foram a única igreja (ajuntamento de pessoas) que mencionou a respeito de entregar e receber valores.'

Decência ( honestidade ) e ordem é: direito à transparência e à igualdade. Nisto, onde houver acepção de pessoas e a transgressão do direito de igualdade, é escravidão instituída. Não se pode chamar de decente ( honesto ).

O ser Humano vale mais do que aquilo que é meramente uma coisa imposta registrada em cartório; As pessoas que congregam valem mais do que aquilo que não é um ser humano, e que age de modo oposto à forma de agir de um cordeiro.

O mercenário não tem cuidado das ovelhas porque é mercenário – Enquanto se diz, ofertas e dízimos para que haja mantimento na casa, não se exclui a casa de maior valor onde há um coração: o corpo que é tabernáculo e templo não feito por mãos de homens. Nisto, quem partilha os seus bens materiais com o próximo, ajunta tesouro no céu, uma vez que a pessoa que partilhar do que tem, e não do que está sobrando, estará a ser ela mesma um tesouro a ser ajuntado para o reino celeste.

E onde estiver o teu tesouro, aí estará teu coração. O corpo é o templo e tabernáculo, casa do tesouro onde há um coração. As pessoas não precisam de casas do tesouro na terra, uma vez que têm a opção de não ajuntar tesouro na terra onde as traças e a ferrugem consomem, e onde os *ladrões minam e roubam.

[ * possivelmente mercenários da área espiritual ]

Quem entregar valores nos dízimos e nas ofertas terá direito de compartilhar do valor orçado que corresponde à metade da quantia que entregou, em caso de doença, falta de alimentos, roupas e abrigo. Esta é a mesma Lei e Justiça que permanece no Livro dos livros: Qual é a utilidade de se dizer que tem fidelidade, se não tiver as obras?

Porventura a fé dele pode livrá-lo [ das obras ]? E se vier um irmão ou irmã que precisa de vestimentas, ou precisa de mantimento cotidiano, e algum de vós lhes disser: Ide em paz, aquentai-vos, e fartai-vos; e não lhes derdes as coisas necessárias para o corpo; Qual será a utilidade disso?
Tu tens a fides [ fé ], e eu tenho as obras; mostra-me a tua fides sem as tuas obras, e eu te mostrarei a minha fidelitá [ fidelidade ] pelas minhas obras.


Pergunta 1. – Tem alguém que está incomodado pra que precise de Lei ?

Considerando que a tua igreja seja perfeita em caridade então não precisa de Lei, porque sendo igreja que dá mais valor ao ser humano do que ao dinheiro, nela opera o agir como um cordeiro, repartindo o que tens para o bem estar do próximo, assim como asseguras o teu próprio bem estar. Os que fazem o bem espontaneamente anulam a Lei. Porém não se pode presumir que todas as denominações sejam perfeitas. Esta Lei foi feita para as que não são perfeitas, onde quer que opere doutrinas semelhantes ao leopardo que não sabe compartilhar o que tem com as pessoas.

Pergunta 2. – Dá o dízimo quem quer. Ninguém obriga. O que as Leis têm a ver com isso ?

Ninguém pode ser privado de direitos [ à igualdade e à transparência ] por motivo de estar entregando valores pra religião, como se religião por si só justificasse a ausência de Leis que impeçam a escravidão instituída. Porque misturam a verdade com a mentira: diz que não obriga mas ao mesmo tempo coloca como obrigação devolver o dízimo. Diz tratar-se de doação, porém a Obrigação de fazer não é o mesmo que doação espontânea.

Pergunta 3. – Se uma pessoa fica com 90 % e entrega apenas 10 %
então por que vai mexer naqueles dez por cento ?

Esta Lei não obriga ninguém a fazer coisa alguma. Direito de igualdade significa que a igreja verdadeira são as pessoas: Porque os valores são entregues primeiro pra uma congregação de pessoas, e só depois coloca-se em nome de pessoa jurídica. Se você faz parte de uma igreja onde o ser humano vale mais do que a jurídica que só existe no papel, então você tem direito de igualdade sobre uma parte dos valores que você entregou.

Se um irmão ou irmã que passou a metade da sua vida colaborando nos dízimos e nas ofertas e de repente perdeu tudo o que tinha e precisou comprar medicamentos ou mantimento, e o representante da pessoa juridica, que se chama de pastor, foi atender a essa pessoa como se estivesse fazendo um favor, então aquilo que se chama estatuto registrado em cartório está a dar mais importância ao dinheiro do que a um ser humano.

Ninguém sabe se um dia vai perder tudo e ir morar debaixo da ponte. Se isto acontecer com você, daqueles dez por cento você tem direito a cinco por cento em caso de alguma eventualidade. Mas se você preferir que não deve mexer nunca naqueles cinco por cento, então poderá continuar a morar debaixo da ponte e a passar fome, uma vez que esta Lei não vai lhe obrigar a usar de uma coisa que você já sabe que tem direito.

Mas não há razão pra que você renuncie a esse direito de igualdade, porque esses bens e valores estão em nome da congregação de pessoas da qual você faz parte. Se você sabe que a pessoa jurídica não é um ser Humano; Por que você não usa desse direito ?

-

Álef_Tav

Mensagens : 1
Idade : 50
Inscrição : 17/10/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum